Notícias

Fique por dentro de tudo o que acontece na Faculdades EST.

Pregar a promessa e os paradoxos da vida


Pregar a promessa e os paradoxos da vida

O tempo passa rápido, enquanto docentes pesquisadores e pesquisadoras da Faculdades EST realizam viagens de estudos e intercâmbios que possibilitam a troca de conhecimento e a interação com diferentes contextos sócio-culturais.


Recentemente, o Prof. Dr. Julio C. Adam esteve na África do Sul, na Universidade de Stellenbosch, na cidade de Stellenbosch, para participar da conferência bi-anual da Societas Homiletica.


O tema da conferência foi Preaching promise within the paradoxes of life. Além de participar de diferentes momentos da programação do evento, como palestras, oficinas, visitas, celebrações e atividades culturais, Prof. Julio apresentou a comunicação intitulada “Preaching and Promise in Brazil and Latin America: the eschatological, liberation, prosperity preaching and the search for a sermon that considers the paradoxes and transforms life”, a ser publicada em periódicos e no livro da conferência, futuramente. “Considero esta participação uma excelente oportunidade de intercâmbio, trocas e internacionalização das pesquisas por mim desenvolvidas na Faculdades EST. Além de ser membro da SH desde 2012, sou também membro do conselho diretivo da Societas Homiletica e do conselho editorial do Journal of Homiletics, recém criado pela SH”, salientou Prof. Julio.


Sua comunicação refletiu sobre a homilética e pregação cristã a como uma voz da promessa em um contexto paradoxal, tais como o contexto brasileiro e latinoamericano. Para isso, o pesquisador confrontou realidade e exemplos, buscando na literatura (Las dos Palabras, de Isabel Allende) e na cultura popular (filme Central do Brasil, de Walter Salles) do contexto latino-americano perspectivas para ajudar a pensar o sermão que anuncia a promessa em meio aos paradoxos da vida, a fim de contribuir não só para com o indivíduo, o eclesial ou a satisfação ideológica, mas que aponta para transformações humanas e culturais."


A proposta refletiu o tema do evento, relacionando com o contexto da pregação no Brasil e América Latina.


Prof. Júlio C. Adam é um dos membros fundadores da Rede Latino-Americana de Homilética (REDLAH), ao lado do professor da Universidade Metodista de São Paulo (UMESP) Dr. Luiz Carlos Ramos e do professor do Seminário Presbiteriano de Brasília Dr. Jilton Moraes.


É importante ressaltar a participação dos doutorandos do PPG Klaus A. Stange e Michel Augusto Gomes, no evento, pois ambos fazem parte da REDLAH. Michel participou do evento apenas como ouvinte e Klaus apresentou uma comunicação. O evento estreita a parceria entre a SH e a REDLAH.


 


Ampliando horizontes


Para o doutorando Klaus A. Stange, foi um privilégio participar da 12th International Conference of Societas Homiletica, em Stellenbosh. Sua participação no evento foi patrocinada pelo PROEX/CAPES do Programa de Pós-Graduação da Faculdades EST (PPG-EST). Klaus está realizando pesquisa na área da neurociência para perceber as possíveis contribuições que esta ciência pode conferir à homilética. Em Stellenbosh ele apresentou uma palestra sobre o tema "Claritas Scripturae in Luther: a liberating preaching proposal", cujo objetivo foi apresentar o conceito de clareza das Escrituras de Lutero e como esse conceito pode adquirir relevância no contexto latino-americano, onde se destaca a teologia da prosperidade. “Um dos possíveis pontos de contato da distinção reformatória entre claritas externa e claritas interna, na sua relação com os exercícios hermenêuticos contemporâneos no âmbito do protestantismo brasileiro, projeta seu significado na medida em que estabelece uma diretriz de equilíbrio para que, por um lado, não se procure divinizar a capacidade humana de compreensão dos textos sagrados e, por outro lado, não se reduza a compreensão de textos bíblicos meramente a seus aspectos antropológicos e imanentes, suprimindo a dimensão estritamente teológica (transcendental)”, salienta Klaus. Nesse sentido, ele afirma, que por mais elaborados que sejam os métodos hermenêuticos, teologicamente falando, nenhum deles é capaz de mediar conhecimento no sentido da claritas interna das Escrituras. “Os métodos hermenêuticos são úteis e necessários, mas todas elas atuam no âmbito da claritas externa das Escrituras Sagradas, ou seja, elas tem a ver com a “letra” e não podem dispor do “espírito” das Escrituras”, destaca.


Klaus avaliou de forma positiva a participação na Conferência. “Foi de grande proveito para mim, no sentido de ter ampliado o horizonte da pesquisa na área da homilética e me fazer entrar em sintonia com o que existe de mais recente em termos de pesquisa e publicação nessa área”, destacou Klaus, que atua como professor de homilética na Faculdade Luterana de Teologia (FLT).


Jornalista responsável: Mariana Bastian Tramontini


Fique por dentro


Fique por dentro do que acontece na Faculdades EST. Confira abaixo as últimas notícias:

Receba novidades da Faculdades EST por e-mail

Fique por dentro de tudo o que acontece na Faculdades EST. Preencha o seu endereço de e-mail no campo ao lado para que possamos lhe enviar mais informações. Prometemos não enviar SPAM´s nem tampouco divulgar o seu endereço para terceiros.