Notícias

Fique por dentro de tudo o que acontece na Faculdades EST.

Invisibilizado pela imprensa, FSM reúne 70 mil participante em Túnis


Invisibilizado pela imprensa, FSM reúne 70 mil participante em Túnis

Na tentativa de ampliar a sua base geográfica, refletir as demandas de base e reunir uma variedade de novos grupos de resistência, a nona edição do Fórum Social Mundial (FSM) reuniu mais de 70 mil participantes na Tunísia sob o lema da “Dignidade”.

Invisibilizado pela imprensa, o encontro agregou mais de mil grupos organizados que reafirmaram a descolonização dos povos oprimidos como o maior desafio dos movimentos sociais globais, especialmente os povos do Magreb-Maxereque que habitam a região que se estende da África do Norte ao Oriente Médio.

“Juntos, os povos de todos os continentes conduzem lutas para se opor com grande energia à dominação do capital, escondida por trás da promessa do progresso econômico e da aparente estabilidade política”, sublinhou a declaração dos Movimentos Sociais do Fórum Social Mundial 2013, encerrado no sábado, 6 de abril.

O documento reivindica a anulação da dívida ilegítima, “instrumento de repressão e asfixia econômica e financeira dos povos”, clamando também pela justiça climática e a soberania alimentar. “Defendemos a soberania alimentar e a agricultura camponesa, que é uma solução real para a crise alimentar e climática e significa também acesso à terra para a gente que a vive e a trabalha”.

O combate ao tráfico de mulheres, a defesa da diversidade sexual, a autodeterminação de gênero e a luta contra a homofobia e a violência sexista também constam no rol de preocupações manifestadas pelos grupos sociais que estiveram em Túnis.

Do mesmo modo, a declaração faz um apelo à proclamação da paz, denunciando a instalação de bases militares estrangeiras que fomentam conflitos ao redor do mundo, servindo de pretexto para o saque de recursos naturais e a instauração de regimes ditatoriais em vários países.

Por fim, a carta reivindica a democratização dos meios de comunicação e a construção de mídias alternativas, “fundamentais para inverter a lógica capitalista”, celebrando a luta de todos os povos pela extinção da exploração, do patriarcado, do racismo e do colonialismo.

Jornalista responsável: Micael Vier Behs


Fique por dentro


Fique por dentro do que acontece na Faculdades EST. Confira abaixo as últimas notícias:

Receba novidades da Faculdades EST por e-mail

Fique por dentro de tudo o que acontece na Faculdades EST. Preencha o seu endereço de e-mail no campo ao lado para que possamos lhe enviar mais informações. Prometemos não enviar SPAM´s nem tampouco divulgar o seu endereço para terceiros.