Notícias

Fique por dentro de tudo o que acontece na Faculdades EST.

Culto protestante é tensionado por lógicas discursivas e rituais


Culto protestante é tensionado por lógicas discursivas e rituais


“Diga-me o que você crê e eu te direi que tipo de culto você celebra”. Essas são palavras do professor da Universidade de Berna, na Suíça, Dr. David Plüss, que entre 6 e 10 de maio ministrou um seminário intensivo de liturgia direcionado a estudantes de graduação e de pós-graduação da Faculdades EST, no qual enfatizou a ideia de que cada tipo de culto corresponde a uma determinada teologia.

Na avaliação de Plüss, ao contrário do que acontece com o culto católico, “puramente ritualístico”, o culto protestante está envolto num tensionamento entre discursividade e ritualidade. “O culto católico é uma obra de arte litúrgica, enquanto no culto protestante o ritual é fragmentado e partido, com muita força reflexiva”.

Ao questionar, no primeiro dia do seminário, onde está a liturgia autêntica, o professor de Berna afirmou que embora todas as pessoas busquem essa fórmula, é preciso admitir que o sagrado está contemplado numa diversidade de formas e ramificações litúrgicas. “Os cristãos não são os únicos que celebram o culto, existindo diferentes maneiras de se deixar transformar por esse encontro”.

Segundo o palestrante, refletir sobre o culto significa falar de si mesmo, deixando-se confrontar por uma biografia litúrgica associada a cenas, imagens, locais e prédicas que “eventualmente tenham chamado a atenção, irritado ou até mesmo causado assombro”. “Todos nós somos, de certa forma, especialistas na área litúrgica, tendo em vista que refletir sobre o culto significa falar mais com o coração do que com a cabeça”.

Ao fazer menção ao especialista em liturgia James Smith, o professor Plüss desenvolveu a ideia de que a cultura de modo geral representa uma modalidade de liturgia. Para contextualizar a afirmação, utilizou a metáfora do shopping center enquanto espaço no qual as pessoas depositam expectativas de felicidade e de uma vida realizada. “A mesma lógica se aplica à ciência, assim como às atividades artísticas”, enfatizou.

Na avaliação do professor de Homilética e Liturgia da EST, Dr. Júlio Adam, um dos principais objetivos da vinda de Plüss a São Leopoldo foi possibilitar aos estudantes uma compreensão mais larga do próprio conceito de culto enquanto evento simultaneamente discursivo e ritualístico, dando a conhecer modelos performativos e baseados nas teorias do ritual.

Jornalista responsável: Micael Vier Behs


Fique por dentro


Fique por dentro do que acontece na Faculdades EST. Confira abaixo as últimas notícias:

Receba novidades da Faculdades EST por e-mail

Fique por dentro de tudo o que acontece na Faculdades EST. Preencha o seu endereço de e-mail no campo ao lado para que possamos lhe enviar mais informações. Prometemos não enviar SPAM´s nem tampouco divulgar o seu endereço para terceiros.