Notícias

Fique por dentro de tudo o que acontece na Faculdades EST.

Consciência batismal e novas lideranças na igreja


Consciência batismal e novas lideranças na igreja

O Prof. Dr. Roberto Zwetsch participou entre os dias 15 e 19 de junho, em Bochum, na Alemanha, da Conferência Internacional sobre o tema "Consciência batismal e novas lideranças na igreja", convocada pelo Centro Pastoral de Pesquisas da Faculdade de Teologia Católica da Universidade de Ruhr. No evento, que reuniu diversas lideranças da igreja, ele prestou um depoimento sobre as experiências vivenciadas no Brasil.

De forma ousada, no evento foi discutido o tema da consciência batismal e liderança a partir de impulsos da igreja cristã de diferentes países. Segundo o prof. Roberto Zwetsch, trata-se de uma ousadia que brota de uma sociedade altamente secularizada na qual as pessoas não mais sabem o que é o batismo e por que razão participar de uma comunidade cristã. “Desafio enorme para pessoas cristãs que, todavia, vivem sua fé e a desejam testemunhar com coragem, a partir de uma mística de olhos abertos, como formulou o teólogo Johann Baptist Metz”, salientou.

Durante três dias foram realizados intensos debates, conferências, workshops, meditações, diálogos entre mais de 300 pessoas vindas de dioceses católicas alemãs e de países vizinhos, mas também do âmbito internacional, com conferencistas das Filipinas, dos Estados Unidos, da França, da África do Sul e do Brasil. Eles questionaram sobre quais desafios poderiam sintetizar o que se pôde aprender e que remete ao futuro da presença cristã no mundo. “Dr. Christian Hennecke, do Seminário de Hildesheim, afirmou na última sessão que vivemos num tempo de mudanças radicais. Ele se perguntava se não estaríamos diante de um novo kairós pentecostal. As discussões que surgiram nessa Conferência nos colocam diante de uma agenda que nos desafia a aprender com a situação. Tal aprendizado nos fará compreender melhor o mundo em que vivemos e com quem partilhamos a vida e as esperanças de um futuro digno para as pessoas e o meio ambiente”, aprender a aprender, acrescentou prof. Roberto.

 

Flor de maio

Em passagem pela Europa, o prof. Roberto Zwetsch foi convidado a lançar seu livro de poemas Flor de maio nas cidades de Basel e Zurique. Em Basel, o encontro aconteceu na Biblioteca Intercultural JUKIBU, com a presença de um círculo de pessoas do Brasil que vivem na Suíça. O diálogo e a oportunidade de falar sobre sua experiência com os povos indígenas na Amazônia animou o grupo. Denise, uma professora que já vive há anos no país, dizia que nos poemas o autor conseguiu a rara união entre falar de suas experiências cotidianas e de sua interioridade, perguntas, dores, tristezas e esperanças numa linguagem que apaixona.

No sábado, 27, em Zurique, foi a vez de apresentar o livro no Centro Brasileiro de Cultura (CEBRAC), uma associação voluntária de mulheres brasileiras que mantém uma biblioteca para crianças brasileiras e suas famílias, além de desenvolver diversas atividades culturais. Naquela tarde, houve o lançamento de dois livros. O primeiro, da arquiteta brasileira Andréa Z. Santana do Nascimento, que vive há cinco anos no país, e que apresentou a versão em livro de sua pesquisa de doutorado: “A criança e o arquiteto: quem aprende com quem?” (São Paulo: Annablume, 2015). Andréa defende que as crianças podem, sim, fazer propostas para a construção de espaços que lhes digam respeito. Existe uma arquitetura não apenas para as crianças, mas que pode se desenvolver com as crianças. O lugar em que ela realizou pesquisa de campo foi um assentamento do MST no interior de São Paulo, região de Cajamar.

Roberto fez sua apresentação situando o momento de sua vida em que o livro veio à luz. Falou da parceria que se deu com a Editora Nhanduti e a alegria de partilhar versos e inspirações reunidas nos últimos vinte anos. Leu alguns dos poemas para ilustrar seu conteúdo e respondeu perguntas das pessoas presentes.

A tarde foi encerrada com uma dança de roda que Andréa aprendeu no assentamento com as crianças, os sem-terrinha. E também com um recital de MPB oferecido por outro brasileiro radicado em Zurique, Marcelo Candido Madeira e sua esposa Jolanda.

Antes de retornar, prof. Roberto passou por Lisboa, onde encontrou com o estudante brasileiro Marcelo Saldanha, que realizou mestrado no PPG EST e deve concluir a tese de doutorado com bolsa da CAPES em breve. “Sou uma espécie de tutor do Marcelo junto ao MEC, então, vamos aproveitar para conversar sobre a tese que já está na reta final”, salientou prof. Roberto. 


Fique por dentro


Fique por dentro do que acontece na Faculdades EST. Confira abaixo as últimas notícias:

Receba novidades da Faculdades EST por e-mail

Fique por dentro de tudo o que acontece na Faculdades EST. Preencha o seu endereço de e-mail no campo ao lado para que possamos lhe enviar mais informações. Prometemos não enviar SPAM´s nem tampouco divulgar o seu endereço para terceiros.