Notícias

Fique por dentro de tudo o que acontece na Faculdades EST.

Afinal, como a banda toca?


Afinal, como a banda toca?

Foram apenas cinco encontros, mas o envolvimento dos 20 estudantes que participam do curso para formação de Regentes de Bandas Escolares nas duas últimas semanas na Faculdades EST contagiou o campus. Ora as aulas aconteciam no Auditório do Prédio H, ora na quadra esportiva. Onde quem passava por ali, logo se encantava com o estudo sobre a estrutura e a formação da banda, além das músicas animadas.

A iniciativa foi promovida pelo curso de Licenciatura em Música, através do PIBID, o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência do CNPq, que visa incentivar e valorizar a formação docente em diferentes áreas de conhecimento. O curso de Regentes de Bandas Escolares ofereceu formação sobre práticas de ensino em Bandas Escolares através da abordagem de questões sobre a prática do Regente de Banda e as perspectivas de Educação Musical nos grupos escolares.

A intenção foi apresentar subsídios para estudantes de Licenciatura em Música com o objetivo de oportunizar o aperfeiçoamento teórico e prático através de metodologias e didáticas do ensino coletivo e individual de instrumentos de Banda Escolar. Entre os objetivos está a possibilidade de incentivar a experiência como estagiário da graduação em projetos de Banda Escolar na Rede Municipal de Ensino de São Leopoldo; além de permitir o fortalecimento da parceria entre a instituição e município para manter o movimento das Bandas Escolares como campo de atuação.

O curso foi ministrado pelo Prof. Diego Coelho Adam, que é regente da Banda Municipal e professor da rede municipal, e conquistou os participantes com sua simplicidade. “Se precisarem de ajuda para colocar em prática o projeto da banda nas escolas em que vocês atuam, podem me chamar que irei sem custo algum”, destacou ele, durante o encerramento do curso. Diego salientou que é mais comum as escolas terem apenas a regência de coral, pois o investimento é mais baixo em função de não precisar de instrumentos, ao contrário da banda ou da orquestra.

“Aqui em São Leopoldo, de 38 escolas cerca de 20 têm instrumentos de banda e pouco mais de uma dezena estão com bandas em atividade”, disse Diego, ao afirmar que o interesse por essa atividade tem crescido nos últimos anos. “Foi muito bom estar aqui e poder contribuir com a formação dos futuros professores de música”, ressaltou Diego, ao salientar a importância do PIBID para as escolas do município.

Felipe da Silva Böes ainda não trabalha com bandas, mas ficou interessado. “O investimento é alto para comprar todos os equipamentos, mas o retorno deve ser muito bom”, disse ele, ao não descartar a possibilidade de um dia montar uma banda escolar. Nainaran Santos de Oliveira disse que gostaria de ter o ensino de regência de bandas no currículo do curso de Licenciatura. “Me chamou atenção o uso de outros instrumentos”, disse ela.

 

“Sentia falta de saber se estava no caminho certo”

Para Hemely Thomas, que está no 7º Semestre e deve se formar no final deste ano, o curso não foi exatamente uma novidade, pois ela participa de bandas há 12 anos. Quando criança tocava e, hoje, trabalha na Banda Municipal de Nova Santa Rita. “Nós temos um laboratório de música onde sou professora e temos o desafio de trazer alunos e alunas para a banda”, disse ela. “Pra mim, não teve muita coisa nova, mas foi importante porque eu sentia falta na minha formação. Sentia falta de saber se estava no caminho certo”, destacou Emily. “O importante é a gente ver o quanto eles evoluem durante o envolvimento com a banda, perceber a diferença de aprendizado de cada um desde o momento em que ingressaram na banda e o final de uma etapa”, salienta.

 

“Esse curso foi muito importante pra minha formação e pro meu trabalho nas escolas”

Diogo Rodrigo de Oliveira 2º Semestre atua em 8 escolas de Novo Hamburgo, a maioria municipais, através do Programa Mais Educação do governo federal e ressaltou a importância do curso. “Eu tive bastante dificuldade quando tentei formar bandas nas escolas em que atuo, pois não fazia a menor ideia de como funcionava”, ressaltou Diogo, que foi buscar dicas na internet. “Esse curso foi muito importante pra minha formação e pro meu trabalho nas escolas”, disse Diogo. “É interessante perceber que nesses locais de vulnerabilidade social o envolvimento dos estudantes é mais intenso.” A maior banda de Diogo fica no bairro Marisol, em Novo Hamburgo, e é formada por 70 jovens de 5º a 8º Ano.

 

“A música forma o comportamento deles, onde a disciplina é muito importante”

Já Lucas Gabriel da Silva Atkinson, está no 1º semestre e atua na E.M.E.F. Olímpio Vianna Albrecht e na E.E.E.M. Profa Haydée Mello Rostirolla, ambas no bairro Feitoria, em São Leopoldo. “A principal diferença de atuação nessas escolas tem a ver com a faixa etária dos alunos e alunas, pois na escola estadual já trabalho com meninos e meninas de Ensino Médio, enquanto na escola municipal são estudantes de Ensino Fundamental”, ressaltou Diogo, e informou que ano passado a escola Haydée recebeu uma verba do governo federal para formar a orquestra, então, foi possível comprar muitos instrumentos. “A partir da iniciativa da orquestra estamos criando um projeto de música na escola, pois temos, naquela região, um problema muito sério de violência. Nossa intenção é resgatar essas crianças e jovens”, destacou, ao afirmar que como eles não têm acesso a esse tipo de conhecimento, eles valorizam muito o trabalho com a música. “Muitas vezes, na banda, recebemos crianças com déficit de atenção ou hiperatividade, crianças que precisam de outros tipos de regras para saberem que é necessário ter respeito, ser mais tolerante com os colegas, ter responsabilidade. A música forma o comportamento deles, onde a disciplina é muito importante”, enfatizou.

Jornalista responsável: Mariana Bastian Tramontini


Fique por dentro


Fique por dentro do que acontece na Faculdades EST. Confira abaixo as últimas notícias:

  • Faculdades EST participa da Feira de Profissões do Colégio Sinodal

  • Quer fazer sua pós-graduação na EST? Inscrições para o Mestrado Profissional seguem até o dia 21 de setembro

  • Inscrições de trabalhos para o V Congresso Internacional são prorrogadas

  • Revista Coisas do Gênero abre chamada para trabalhos sobre a liderança de mulheres na Igreja

  • Ainda dá tempo de se inscrever no curso de extensão em Grego Bíblico da Faculdades EST

    Veja as formas de pagamento
  • Webinar discute teologias africanas e latino-americanas na próxima terça-feira

  • Comunidade da Paróquia Evangélica de Boa Vista conhece o campus da Faculdades EST

  • Submissões de comunicação para o V Congresso da EST terminam no dia 14 de agosto

  • Pesquisador José Roberto Limas da Silva participa de discussão sobre a metodologia da pesquisa na Faculdades EST

  • Pastor Walter Altmann abre o semestre letivo do curso de Teologia da Faculdades EST

  • Com possibilidade de bolsas da Capes, Doutorado em Teologia está com inscrições abertas até o dia 26 de agosto

  • Você sabe o que é Mindfulness? Curso de extensão sobre espiritualidade têm inscrições prorrogadas

Receba novidades da Faculdades EST por e-mail

Fique por dentro de tudo o que acontece na Faculdades EST. Preencha o seu endereço de e-mail no campo ao lado para que possamos lhe enviar mais informações. Prometemos não enviar SPAM´s nem tampouco divulgar o seu endereço para terceiros.